• ANÚNCIOS

  • PUBLICIDADE

[Reportagem] - A importância do cabeçote

Área destinada à matérias diversas...

Moderador: Equipe-D

[Reportagem] - A importância do cabeçote

UNREAD_POSTpor annymss » Sex, 31 Dez 2010 09:09

O nome cabeçote se originou devido à função que esta peça fixa realiza no motor. É a cabeça do motor, é o componente responsável, devido sua construção, de conduzir a entrada e saída de ar e combustível dos cilindros localizados no bloco.

Geralmente construído em uma liga de Alumínio (Al), para dissipar o calor, o cabeçote é constituído de um corpo fundido com dutos ou vias por onde a mistura de ar mais combustível é direcionada até as sedes das válvulas. Internamente o cabeçote possui galerias que dão a continuidade daquelas que vem do bloco para a circulação da água e também do óleo. Na parte superior do cabeçote encontramos os mancais de apoio do comando de válvulas quando a configuração do motor for OHC ou DOHC (sigla em inglês para comando ou duplo comando de válvulas no cabeçote). É no cabeçote que as válvulas de admissão e escape estão alojadas juntamente com as molas de retorno de abertura os retentores, as chavetas, os tuchos e balancins, peças que veremos detalhadamente mais adiante, formando um cabeçote completo com todas as peças. Na parte inferior do cabeçote encontramos os semi-esféricos ou câmara de combustão juntamente com as sedes de válvulas, local onde a mistura ar combustível é comprimida, e rosqueada nesta câmara se encontra a vela de ignição.

Passar uma receita padrão para cabeçote seria teoricamente impossível, pois existem inúmeros motores, peças e as pessoas buscam resultados diferentes. Para agradar a todos os gostos precisaríamos de no mínimo um site inteiro falando sobre esse assunto. Nesta matéria, tentaremos passar o básico, apenas o aperitivo na preparação de alto desempenho.

Imagem

Inicialmente, devemos compreender que o cabeçote deve ser a primeira peça a ser estudada quando se pretende preparar um motor, pois é justamente a partir dela que iremos planejar todo o restante, de acordo com a sua utilização e o rendimento que pretendemos obter. Não existe segredo no ramo da preparação, existe conhecimento, e o principal é que esse papo de aprender em aula teórica não existe, só se aprende na prática, com a mão na graxa e apertando parafuso. O segredo de todo motor de ponta é a harmonia do seu conjunto, uma peça pode fazer a diferença entre você ser o TOP, ou ser o LIXO. E o cabeçote é, sem dúvida, o componente de maior importância em um motor quando se quer transformar de manso para um de alta performance. Por esse motivo devemos dar a ele a maior atenção possível na preparação, temos que dar a melhor eficiência de passagem do fluxo do próprio cabeçote, fazer retrabalhos internos calculados, substituir suas peças internas (válvulas, sedes e guias) com o maior carinho possível. Não esqueça que é graças a ele que o carro adquire um maior número de cavalos e maior torque na preparação.

Não basta instalar uma turbina grande (para ter um final forte no carro) ou socar uma turbina pequena (para ter uma melhor arrancada), a preparação não é esse jogo de "Como vai ser ? Pequena ou Grande ". Dentro do universo da preparação todas as partes do projeto devem ser planejadas cuidadosamente, trata-se do conjunto, da mescla, da preparação completa.

Sem uma boa preparação do cabeçote, nenhum outro componente do motor pode estar com 100% de sua capacidade ou eficiência, e os dinamômetros estão ai para provar exatamente isto. Reflita agora! Sem um bom preparo do cabeçote é possível ter bons resultados com um comando de válvulas maior? Não. É possível uma excelente carburação ou injeção? Claro que não. E o turbo? Ele manda o ar para onde? É possível ter um bom rendimento com o turbocompressor sem um bom aproveitamento no cabeçote? Não. Aumento de cilindrada da certo sem o cabeçote? Lógico que não!

A preparação do motor começa no cabeçote

Na busca por potência, precisamos melhorar o fluxo da mistura no interior do cabeçote. Como em qualquer tipo de preparação, aqui também você vai precisar de profissionais qualificados para que possam extrair o máximo de desempenho sem prejudicar a vida útil do motor.

Para isso, o primeiro passo é retirar o cabeçote do motor e levá-lo para uma retífica ou mecânica experiente no serviço, para que eles possam avaliar o estado geral do cabeçote, como por exemplo, a existência de eventuais trincas, sem o que a realização da preparação pode ser desastrosa. Para a realização desta avaliação, existem máquinas específicas como também programas de computador capazes de gerar a "receita" mais adequada a cada tipo de cabeçote, daí a necessidade de um profissional devidamente capacitado.

Imagem

As alterações que serão feitas, objetivam na verdade aumentar o volume de ar na câmara de combustão, bem como otimizar a sua fluidez. Mas para melhorar esses índices existem caminhos que significam vários obstáculos, como filtro de ar, carburador, TBI (para veículos com injeção eletrônica), coletor de admissão, guias e sedes de válvulas, câmara de combustão, além de outros fatores. A esta altura você já deve ter percebido, que não adianta nada você só melhorar a capacidade volumétrica do cabeçote e negligenciar estes outros itens também tão importantes. Todos esses itens influem na melhora ou piora do rendimento. Entretanto, tudo isso vai depender do investimento que você pretende fazer.

Há vários tipos de serviço que podem ser feitos em um cabeçote para melhorar o desempenho. Os principais são:

* Aumentar o volume da câmara de combustão e equalizá-los
* Eliminar arestas vivas
* Fazer o assentamento perfeito dos condutos entre coletor e cabeçote e otimizá-los
* Mudança no perfil das válvulas
* Mudança nos guias de válvulas
* Polimento das válvulas e coletor (dependendo do material do coletor)
* Retrabalho das câmaras para melhorar a entrada e a saída dos gases
* Alteração no diâmetro do venturi antes da sede
* Minimizar a largura da área de contato das sedes das válvulas

Outra dica importante é que se pode colocar válvulas maiores de admissão, porém devido a complexidade da determinação do seu tamanho exato, este aspecto deve ser estudado com muito critério e cuidado. Antes de tudo é necessário definir o uso do carro. Se for um carro para uso no dia-dia, aumentando o diâmetro das válvulas você vai ficar com um carro um pouco fraco em baixa é médias rotações, assim como em retomadas de velocidade. Você só vai perceber o ganho em altas rotações e para isso será necessário esticar as marchas a todo instante, tornando o veículo um tanto cansativo de dirigir, além de aumentar bastante o consumo de combustível.

Se você ainda optar por carburadores múltiplos, coletor de escapamento dimensionado ou ainda a adoção de um kit turbo, sem dúvida os níveis de potência e desempenho vão aumentar muito, porém são assuntos que abordaremos em breve. Mas só com a troca de comando de válvulas por um de maior duração e fazendo o trabalho na carburação ou no corpo de borboleta e colocando um filtro de ar esportivo, o ganho já é bastante significativo. Você terá um motor mais cheio e com mais força quase em todas as faixas de rotação. Mas sempre vale lembrar que tudo isso é conseguido com um razoável investimento.

Retrabalho cabeçote

O retrabalho do cabeçote, nada mais é do que melhorar a eficiência de passagem do fluxo de combustível/oxigênio aos cilindros, melhorando assim a sua performance. Agora de onde vem esse fluxo?

No caso dos motores que utilizam carburadores, o oxigênio passa pelo difusor, onde é misturado ao combustível pelas canetas e giclês. Posteriormente, o fluxo é levado, pelos dutos, do coletor de admissão (que também deve ser retrabalhado ) para o cabeçote, e deste para a câmara de combustão, e daí para o pistão, onde é comprimido para a queima. Logo após sua queima, os resíduos são expelidos por válvulas para dutos de escapamento do cabeçote, e levados pelo coletor de escape para fora.

O que regula o tempo de passagem do fluxo é justamente o comando de válvulas, que regula o tempo de abertura, para a aspiração, passagem e liberação dos gases. Para melhorar esse fluxo no cabeçote, é necessário muito, mas muito conhecimento técnico. Para você ter uma idéia de como é o trabalho, para que você deixe um cabeçote perfeitinho é necessário um especialista na utilização de ferramentas e equipamentos especiais. É bom deixar bem claro, desde já, que de nada irá adiantar o trabalho no cabeçote, se você não alterar todo o conjunto pertinente ao fluxo de combustível, isto é, comando de válvulas, carburador, coletor de escape e admissão, e as velas, não podemos esquecer delas NUNCA.

Imagem

Quando o serviço não é bem feito, ou seja, quando alguém que não tem experiência no ramo decide, por exemplo, por alargar somente os dutos, ele pode na realidade não aumentar mas sim prejudicar o rendimento do motor. Costuma-se dizer que o projeto fez o motor “andar para trás”, ou seja, ao invés de ganhar potencia, acaba perdendo.

A seguir iremos expor alguns princípios para que seja feito um bom trabalho em seu cabeçote e algumas dicas para que você possa pedir a coisa certa ao seu mecânico de confiança, expondo assim um pouco mais de conhecimento quando for conversar com ele, e salientando que o que você quer é potência, e não enrolação. Inicialmente, deve-se começar pelo polimento dos dutos – se você manda polir os dutos e o serviço não for feito com um maquinário descente, apropriado para esse serviço, com medidor de quantidade retirada o que poderá acontecer é o desequilíbrio do fluxo, fazendo ainda com que aconteça uma rachadura ( com sorte ) ou furar mesmo ( no pior das partes ) o cabeçote. Se isso acontecer, esquece, cabeçote novo no lugar, e no mínimo mil reais para começar a brincadeira de novo.

Não podemos confundir os lados também na parte de preparação, não esqueça que um carro de rua é diferente de um carro de pista, é como um carro com preparação aspirada e um carro turbo.

O retrabalho de cabeçote de um carro de rua (aspirado), pode propiciar o ganho de claros cavalos, como já cansamos de ver nas partes de cima da matéria. Uma vez falando com um grande preparador, tive uma surpresa que depois conversando com outros preparadores, e lojas que fazem o serviço, acabei vendo que não era conversa fiada do preparador.

Ele conseguiu tirar 140cv num motor VW a água ( AP ), em determinadas faixas de rotação, posso dizer que até que o motor, seria rodável na rua, daria pra tocar ele sem embaralhar muito, e sem consumir um combustível monstro como você deve estar pensando agora. Claro que isso de 140cv depende do comando que você vai utilizar, esse carro que estou falando é de um carro de rua, que um cliente dele havia pedido, e ele tirou 140cv com cabeçote e comando, sem aumentar demais o consumo, e sem deixar o carro ficar embaralhando.

O que eu quero dizer, é que não existe isso de ganhar potência com comando sem deixar o carro ficar embaralhando, e gastando combustível, temos que começar a se ligar mais, e procurar bons mecânicos, que realmente queiram fazer o serviço, e não apenas jogar uma receita que ele tem de um outro cliente que deu certo. Ai fica sabe como ? Aquele mecânico “fulero”, se vai lá faz a preparação, depois volta, ele coloca outra receita, ai se de momento aceita, depois já fica ruim de novo e ele vai e coloca outra das 10 mil receitas de preparação que ele tem.

Enquanto isso, ele ganha dinheiro e você perde. Pior ainda, ele ainda usa seu carro como cobaia para as receitas dele. E por último, não se esqueça que estas dicas tem por finalidade produzir mais potência para disputas esportivas ou carros com condições mais confortáveis e seguras de dirigibilidade, como em ultrapassagens, por exemplo, e não para disputas de rua (rachas). Portanto pense bem antes de fazer qualquer alteração em seu carro, pois além de ser proibido por lei, a prática de disputas no trânsito, mata.

Fontes.:
http://www.reisdoasfalto.com.br/site/index.php?page=MateriasDetalhes&cod=12
http://www.pblopes.com.br/textcabe.htm
http://www.infomotor.com.br/site/2009/02/cabecote-do-motor/
http://www.infomotor.com.br/site/2010/10/a-importancia-da-sede-de-valvulas-no-cabecote/

Compartilhar


Re: [Reportagem] - A importância do cabeçote

UNREAD_POSTpor thiago - dino » Sex, 31 Dez 2010 10:30

Muito boa a matéria Anny...

Parabéns.

Abraço


Re: [Reportagem] - A importância do cabeçote

UNREAD_POSTpor Fhabyo » Sex, 31 Dez 2010 10:41

Muito Bom Tuto!!! Parabéns....



Retornar para Matérias

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 1 visitante